Turismo brasileiro tem alta de 2,2% no faturamento e cria 35 mil novos empregos em 2019, aponta pesquisa

Relatório da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo mostra que São Paulo foi o estado que mais faturou. A região Sudeste apresentou a maior elevação, representando cerca de 61,6% dos ganhos de todo o setor.
O turismo brasileiro cresceu 2,2% em faturamento no ano passado, movimentando R$ 238,6 bilhões, segundo o relatório ICV-Tur – índice de pesquisa elaborada pela Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC). Foi a maior alta no setor desde 2017.
Foram criados 35.692 novos postos de trabalho. Um alta de 1,2% em relação ao total de empregados do setor em 2018. Mas esse crescimento ainda não compensa o déficit ocorrido entre os anos de 2015 e 2017.
São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais foram os estados com maior faturamento
Restaurantes e similares apresentaram a maior fatia entre os segmentos do setor
Foram criados 35.692 novos empregos
O Sudeste foi a região que teve maior faturamento: R$ 147 bilhões, representando 61,6% do ganho de todo o setor. Seguido pelo Sul, com 15,9% e o Nordeste, com aumento de 12,6%.
Somente o estado de São Paulo gerou uma receita de R$ 96,7 bilhões, que responde por 40,5% do lucro total do país. Já o Rio de Janeiro sofreu queda de 3,8% em relação a 2018, apresentando um faturamento de R$ 25,5 bilhões. Minas Gerais arrecadou R$ 19,2 bilhões com crescimento de 3,9% em relação ao ano anterior.
Segundo a CNC, os índices foram mais elevados nessas regiões por conta da concentração do fluxo de prestações de serviços turísticos e a movimentação de riqueza.
Como consequência, regiões com menos investimento no setor como o Centro-Oeste e o Norte representaram a menor participação no fluxo de vendas, com 6,9% e 3%, respectivamente.
Geração de empregos
Em 2019, cerca de 2,9 milhões de pessoas exerciam funções na área, sendo 67% nas atividades de hospedagem e alimentação.
O segmento de restaurantes e similares teve a maior participação de vendas no turismo brasileiro, com crescimento de 53,3%. Seguido por uma alta de 26%, atribuída a transportes de passageiros e 11% de hospedagens e similares.
Juntos os três setores foram responsáveis por 90% das vendas turísticas, com arrecadação de R$ 216 bilhões.

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *