Mercado aéreo doméstico cresce 1,7% em 2019 em relação a 2018

Número de passageiros transportados cresceu pelo terceiro ano consecutivo, segundo Agência Nacional de Aviação Civil. Mas desempenho ainda é inferior ao do período pré-crise. O mercado aéreo doméstico cresceu em 2019 pelo terceiro ano seguido, mas ainda registra números inferiores ao do período pré-crise econômica, apontam dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).
No ano passado, as empresas aéreas transportaram 95,3 milhões de passageiros pagos em voos domésticos, ou seja, dentro do país. Esse número é 1,7% superior ao registrado em 2018 (93,6 milhões).
O resultado do ano passado, porém, é inferior ao de 2014, quando foram transportados 95,9 milhões de passageiros pagos, e ao verificado em 2015, quando o número de passageiros transportados atingiu 96,2 milhões, o maior da série histórica da Anac.
O ano de 2019 foi marcado pela suspensão das atividades da Avianca no Brasil, que na época estava entre as quatro maiores empresas aéreas do país. A Avianca passa por processo de recuperação judicial.
Também gerou impacto no setor aéreo a alta do dólar no ano passado – parte dos custos nesse mercado está atrelada à moeda norte-americana.
De acordo com a Anac, a oferta de assentos pelas empresas aéreas para voos domésticos caiu 1% no ano passado.
Somados, esses fatores pressionaram o preço das passagens, que registrou alta em 2019.
Já a demanda por voos domésticos, informa a Anac, cresceu 0,8%. E a taxa de ocupação das aeronaves ficou em 82,7%.
Voos internacionais
As empresas brasileiras transportaram no ano passado 9,1 milhões de passageiros pagos em voos internacionais (com origem ou destino no exterior). Esse numero é 2,6% menor que o registrado em 2018.

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *