Quase 3.500 profissionais da saúde contaminados por coronavírus na Espanha


Mais de 10% do número total de casos de Covid-19 no país correspondem a trabalhadores do setor da saúde. Membros do exército da Espanha desinfectam aeroporto de Barcelona, em 19 de março de 2020
Nacho Doce/Reuters
As autoridades espanholas reconheceram neste domingo (22) que mais de 10% do número total de casos de coronavírus no país correspondem a trabalhadores do setor da saúde, que denunciam a falta de material de proteção há dias.
O diretor de emergências sanitárias, Fernando Simón, informou em entrevista coletiva que dos mais de 28.500 positivos para coronavírus no país, 3.475 são profissionais do setor da saúde.
“Este é um grande problema para o sistema de saúde. São o grupo populacional de maior risco, isso é óbvio, e temos que assumi-lo” – Fernando Simón, diretor de emergências sanitárias da Espanha.
A rápida disseminação do vírus pôs em cheque o sistema de saúde espanhol, que enfrenta uma falta de capacidade de atendimento nas áreas mais afetadas, agravada pelas baixas entre os profissionais da saúde.
O governo anunciou no sábado a distribuição de meio milhão de máscaras adicionais para os profissionais e cerca de 800.000 para pacientes e a compra futura de outros oito milhões para profissionais do setor.
Initial plugin text

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *