R$ 75 bilhões de bancos públicos, antecipação de 13º do INSS: as medidas do governo contra impactos do coronavírus

SÃO PAULO –  O governo realizou nesta sexta-feira (13) uma coletiva de imprensa para divulgar os resultados da quinta reunião interministerial sobre o novo coronavírus.

Foram reforçadas medidas já divulgadas para atenuar os impactos econômicos da Covid-19, e o país passou da fase de orientação para a de recomendação. A próxima fase seria a de determinações, segundo o porta-voz da presidência, Otávio Rego Barros.

O ministério da Economia acompanha o tema e suas consequências, disse o porta-voz, e listou as medidas implantadas até agora, de acordo com o Governo, que priorizam a população mais vulnerável. São elas:

  • Antecipar para abril 50% do 13º salário para aposentados e pensionistas do INSS
  • Suspender a prova de vida dos beneficiários do INSS por 120 dias
  • Propor redução de teto de juros do crédito consignado e ampliação da margem consignável em favor dos beneficiários do INSS
  • Definir, junto ao ministério da Saúde, uma lista de produtos médico-hospitalares que terão preferência tarifária
  • Liberar R$ 75 bilhões de bancos públicos para atuação no combate ao vírus. O recurso será usado para credito agrícola, capital de giro e crédito consignado.

A prioridade do governo continua nas medidas preventivas para reduzir o contágio. Entre essas medidas, o secretário listou etiqueta respiratória, higienização com sabão ou álcool gel 70%, isolamento dos acometidos e uso dos equipamentos de proteção individual pelos profissionais de saúde.

The post R$ 75 bilhões de bancos públicos, antecipação de 13º do INSS: as medidas do governo contra impactos do coronavírus appeared first on InfoMoney.

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *