black Friday melhor hoje ofertas e promocoes

Melhor Carteira Bitcoins conta gratis

binance-wallet-bitcoin-brasil

SÃO PAULO – As companhias brasileiras trouxeram na temporada de balanços do terceiro trimestre, em sua maioria, resultados que surpreenderam positivamente a equipe de analistas da research da XP Investimentos.

“Quando consideramos o lucro operacional (EBITDA) das empresas do Ibovespa sob a cobertura XP, 64% das empresas que divulgaram balanços superaram nossas expectativas, 11% foram em linha e 26% vieram abaixo”, explicaram os analistas Fernando Ferreira e Jennie Li em relatório publicado nesta segunda-feira (22).

Já em relação ao consenso do mercado, 60% dos resultados vieram acima dos números projetados pelo mercado, 2% em linha, enquanto 38% foram abaixo das estimativas.

Apesar da surpresa positiva, o período de julho a setembro deste ano já mostrou uma desaceleração na comparação com os trimestres anteriores. “O lucro por ação (LPA) das empresas do Ibovespa caiu 30% quando comparado ao segundo trimestre de 2021”, completam os analistas.

As empresas brasileiras, na base anual, ainda registram forte avanço dos lucros – isso, porém, é explicado em grande parte pela base fraca de comparação, uma vez que, em 2020, a pandemia da Covid-19 impactava mais os negócios.

Nas receitas, 55% das empresas superaram as expectativas da XP, 26% foram em linha e 19%, abaixo.

Apesar de boa temporada de balanços, ações vêm sofrendo

A despeito de as companhias terem, em grande parte, superado os consensos dos mercados tanto em lucro operacional quanto em receitas, as ações, em média, derraparam no terceiro trimestre, em grande parte por conta das condições de mercado.

“Empresas que surpreenderam as estimativas do consenso quanto aos lucros operacionais e receita tiveram um desempenho médio de -0,3% e -2,6%, respectivamente, um dia depois de cada divulgação. Enquanto isso, as companhias que desapontaram as expectativas foram mais penalizadas, com uma média de desempenho de -3,6% e -2,5% para os mesmos indicadores”, apontam Ferreira e Li.

Os bons números da temporada de balanço não foram suficientes para afastar o mau humor dos investidores, causado, principalmente, pelo recuo dos preços das commodities – com destaque para o minério de ferro -, pelo avanço da taxa de juros, que eleva o custo de capital das companhias, e pelas incertezas fiscais brasileiras.

Esses pontos foram sentidos também nos guidances para o futuro próximo, com muitas empresas revisando, em meio à temporada de balanços, suas projeções. “Com a piora no  cenário macro doméstico e queda nos preços de algumas commodities, as projeções de lucros para daqui a 12 meses, 2022 e 2023, começaram a estagnar e a cair marginalmente” comenta a XP. “Desde o início da temporada de resultados ao final de outubro, as estimativas do consenso de lucro por ação das empresas do Ibovespa para o futuro próximo praticamente andaram de lado, caindo entre -0,2% e -0,7%”, completaram.

Destaque dos setores

Apesar da alta da Selic prejudicar boa parte das companhias do Ibovespa, as empresas do setor financeiro trouxeram bons números durante a temporada de balanços em parte por conta dessa tendência e foram destaque entre os resultados positivos. “A maioria das empresas do setor de bancos apresentou resultados acima de nossas expectativas, beneficiadas pelo aumento da taxa de juros do crédito e estabilidade em suas despesas operacionais”, apontaram Ferreira e Li.

Outras empresas, como frigoríficos e farmacêuticas, tiveram seus resultados impulsionados pela inflação – os primeiros com o maior preço da carne e as segundas pelo impacto da inflação sobre os produtos em estoque.

De destaques negativos na temporada de balanço, a XP aponta, com destaque, as já mencionadas companhias do setor de mineração e siderurgia, que desapontaram as expectativas.

The post Temporada de balanços: 64% das companhias superaram projeções da XP no terceiro trimestre appeared first on InfoMoney.

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte Google News