black Friday melhor hoje ofertas e promocoes

Melhor Carteira Bitcoins conta gratis

binance-wallet-bitcoin-brasil

SÃO PAULO – Após atingir sua mínima em mais de um mês abaixo dos US$ 58 mil, o Bitcoin (BTC) parece ter se estabilizado nesta sexta-feira (19), dando sintais de que pode ter atingido o seu fundo na atual correção e abrindo espaço para o cenário mais otimista de fim de ano projetado por especialistas.

Vale lembrar que ocorre hoje o vencimento de US$ 1,1 bilhão em contratos de opções, que devem beneficiar quem apostou na queda do ativo digital. Apesar disso, alguns analistas apontam que dados da rede da criptomoeda sugerem um menor apetite de traders por posições compradas, ou seja, que lucram com a subida dos preços. O comportamento voltaria a injetar uma dose de saúde ao mercado, reduzindo as chances de maiores eventos de volatilidade pela frente.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

Na manhã de quinta, Jan Wuestenfeld, analista da casa de análise CryptoQuant, já havia apontado que “a queda parece estar relacionada à alavancagem excessiva no sistema e que está sendo eliminada”. “Enquanto os fundamentos da rede não mudarem com essas correções de preços, a perspectiva de médio prazo permanece otimista”, pontuou.

“O Bitcoin falhou em renovar novas máximas e recuou até o patamar dos U$ 60 mil. Nesse momento, o suporte da região dos U$ 58 mil a U$ 60 mil é muito importante, porém uma ida até a região dos U$ 53 mil não está descartada”, afirma Tasso Lago, especialista em criptomoedas e fundador da Financial Move.

“A tendência de alta ainda é predominante, estamos em um período de consolidação dos preços para criar forças para a nova onda de alta, que é esperada”, avalia.

Em geral, especialistas seguem otimistas, mesmo com a recente correção, e muitos acreditam que o Bitcoin tem espaço para buscar novas máximas históricas, acima dos US$ 70 mil, até o final deste ano, mesmo que mais algumas quedas aconteçam pelo caminho.

Dentre os maiores criptoativos em valor de mercado, a sexta começa no negativo, mas com movimentos mais amenos, com perdas de menos de 2% para praticamente todos os ativos, com exceção do Bitcoin.

O destaque do dia, porém, volta a ser de ativos de projetos de metaverso, com a moeda do jogo colaborativo Decentraland (MANA), saltando mais 13% no dia e caminhando para uma semana de forte valorização, na casa de 40%, depois de saltar cerca de 50% assim que o Facebook anunciou a mudança de nome para Meta e atraiu a atenção para o setor que está sendo chamando da Nova Era da Internet.

A Sandbox (SAND), outra plataforma que permite a criação de metaverso, também registra fortes ganhos no dia e avança mais de 10%.

Na ponta negativa, o dia é de forte correção para a Audios (AUDIO), que chegou a disparar 50% ontem após a corretora sul-coreana UpBit listar o ativo em sua plataforma. Nesta sexta, por outro lado, a moeda digital recua mais de 11%.

Além dela, a criptomoeda Crypto.com Coin (CRO), tem perdas de cerca de 10% após disparar 30% na véspera depois que a exchange Crypto.com fechou um acordo de US$ 700 milhões para adquirir os naming rights do estádio Staples Center, em Los Angeles.

Confira o desempenho das principais criptomoedas às 7h:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Bitcoin (BTC)US$ 57,071-3,77%
Ethereum (ETH)US$ 4.157,64-1,16%
Binance Coin (BNB)US$ 565,29-0,51%
Solana (SOL)US$ 204,62-2,19%
Cardano (ADA)US$ 1,82-0,73%

As criptomoedas com as maiores altas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Decentraland (MANA)US$ 4,11+15,35%
Basic Attention Token (BAT)US$ 1,13+11,68%
Enjin Coin (ENJ)US$ 3,20+11,30%
Arweave (AR)US$ 59,03+10,75%
IoTeX (IOTX)US$ 0,2007+10,31%

As criptomoedas com as maiores baixas nas últimas 24 horas:

CriptomoedaPreçoVariação nas últimas 24 horas
Audius (AUDIO)US$ 2,24-11,18%
Crypto.com Coin (CRO)US$ 0,5128-10,72%
Nexo (NEXO)US$ 3,05-6,80%
Harmony (ONE)US$ 0,2441-6,33%
Waves (WAVES)US$ 21,57-5,72%

Confira como fecharam os ETFs de criptomoedas no último pregão:

ETFPreçoVariação
Hashdex NCI (HASH11)R$ 60,05-3,24%
Hashdex BTCN (BITH11)R$ 76,80-3,34%
Hashdex Ethereum (ETHE11)R$ 68,00-5,35%
QR Bitcoin (QBTC11)R$ 20,46-3,85%
QR Ether (QETH11)R$ 16,51-5,11%

Veja as principais notícias do mercado cripto desta sexta-feira (19):

Argentina cria imposto sobre criptomoedas

Em um decreto publicado na terça-feira (16), o governo da Argentina lançou um novo imposto no país que cobra impostos de corretoras de criptomoedas, de forma semelhante a Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF) no Brasil.

A nova taxa é cobrada apenas das exchanges, mas já é esperado por especialistas que as empresas que atuam no país acabem repassando esse custo para os clientes, provavelmente em forma de cobranças nas movimentações.

Em trecho do decreto, o governo destaca exceções em que não serão cobradas taxas, como pequenas e microempresas. Mas em determinado artigo ressalta que o mercado cripto não está incluído nesse caso.

“As exceções previstas neste decreto não serão aplicáveis nos casos em que a movimentação de fundos estiver vinculada a compra, venda, permuta, intermediação ou qualquer outra operação sobre criptoativos, criptomoedas, moedas digitais ou instrumentos similares”, diz o texto.

Gemini quer levantar US$ 400 milhões

A Gemini Trust, bolsa de criptomoedas fundada por Tyler e Cameron Winklevoss, busca levantar US$ 400 milhões em uma rodada de financiamento que avaliaria a empresa em cerca de US$ 7 bilhões, segundo informações da Bloomberg, citando pessoas com conhecimento do assunto.

A Gemini pode entrar para o clube de empresas do setor de criptomoedas como Coinbase Global e ConsenSys ao aproveitar condições de mercado favoráveis e atrair maior interesse de investidores tradicionais para levantar capital.

Nenhum plano foi finalizado, e os termos ainda podem ser alterados. Uma porta-voz da Gemini, com sede em Nova York, não respondeu de imediato a um pedido de comentário.

Os “valuations” de startups cripto estão nas alturas, e novos financiamentos podem ajudar a buscar aquisições ou reforçar a equipe em meio à expansão internacional ou lançamento de produtos. Os recursos extras podem ser úteis em meio à competição crescente e à medida que mais investidores de varejo e instituições mergulham no mundo das criptomoedas.

A Gemini recentemente registrou cerca de US$ 268,3 milhões em volume diário, segundo o rastreador CoinMarketCap.com, em comparação com US$ 30,2 bilhões da rival Binance.

Binance conclui integração da Arbitrium One

Uma das maiores exchanges do mundo, a Binance anunciou nesta sexta-feira (19) a conclusão da integração da rede principal Arbitrum One, uma solução de escalonamento para a rede Ethereum, e já permite que os usuários depositem Ether por meio do sistema.

Arbitrum One é a rede principal beta de uma solução cumulativa desenvolvida pela Offchain Labs que promete ser capaz de lidar com mais transações que a Ethereum, a custos mais baixos.

A solução processa as transações em uma sidechain, que usa a tecnologia de rollups e, então, as liquida regularmente em grupos na blockchain principal da Ethereum.

Ao site Coindesk, um trader disse que “esta é uma notícia bastante importante porque permitirá que mais pessoas usem o Arbitrum sem ter que tocar no Ethereum”. Atualmente, os usuários precisam entrar em uma rede diferente e, em seguida, fazer a ponte para o Aributrum, o que pode ser caro, disse o trader.

Quer aprender a investir em criptoativos de graça, de forma prática e inteligente? Nós preparamos uma aula gratuita com o passo a passo. Clique aqui para assistir

The post Bitcoin mantém os US$ 57 mil, imposto na Argentina e mais assuntos que vão movimentar o mercado de criptos hoje appeared first on InfoMoney.

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte Google News