black Friday melhor hoje ofertas e promocoes

Melhor Carteira Bitcoins conta gratis

binance-wallet-bitcoin-brasil

SÃO PAULO – Em mais um dia de grande volatilidade para as criptomoedas, o Bitcoin (BTC) acentuou as quedas na tarde desta quinta-feira (18) e voltou a ser negociado por volta dos US$ 57 mil, no menor patamar desde 13 de outubro.

No acumulado de sete dias, a moeda digital tem perdas de mais de 11% e, desde a máxima de US$ 69 mil, na semana passada, já recua 16,2%.

Por volta das 14h, o Bitcoin chegou perder os US$ 57 mil, em uma mínima do dia de US$ 56.830, antes de esboçar uma leve recuperação para o patamar dos US$ 58 mil novamente.

A volatilidade acontece em meio ao vencimento, na sexta-feira (19), de US$ 1,1 bilhão em contratos de opções e que, até aqui, beneficiam quem apostou na queda do ativo digital. Se os preços se mantiverem como estão, 3.840 contratos poderão ser liquidados com opção de venda de Bitcoin por um preço mais alto que o atual, dando aos compradores um lucro imediato na operação.

“O Bitcoin falhou em renovar novas máximas e recuou até o patamar dos U$ 60 mil. Nesse momento, o suporte da região dos U$ 58 mil a U$ 60 mil é muito importante, porém uma ida até a região dos U$ 53 mil não está descartada”, afirma Tasso Lago, especialista em criptomoedas e fundador da Financial Move.

“A tendência de alta ainda é predominante, estamos em um período de consolidação dos preços para criar forças para a nova onda de alta, que é esperada”.

O mercado também segue de olho nos Estados Unidos, com a assinatura do projeto de lei de infraestrutura de US$ 1 trilhão, que contém uma nova regra determinando a declaração de impostos sobre criptomoedas.

Os “corretores” (“brokers”) de criptomoedas, que são principalmente bolsas, serão obrigados a revelar quem são seus clientes, relatar cada vez que receberem mais de US$ 10 mil em criptomoedas, e coletar informações pessoais, incluindo seu número de Seguro Social, a natureza da transação e outras informações, e relatem a transação ao governo em 15 dias.

O mercado teme que o texto seja muito amplo, principalmente sobre a definição da palavra “corretor”, colocando os mineradores e outros operadores sob questões tributárias, criando desafios fiscais para os investidores.

Além disso, o conselho que supervisiona a dívida multimilionária da exchange Mt.Gox, que sofreu hack em 2014, assinou um acordo que prevê o pagamento de 150.000 BTC às vítimas. O receio é de que o despejo dos ativos no mercado afete ainda mais os preços.

Nesta tarde, o movimento de queda também era visto em outras moedas digitais, com apenas 12 entre as 100 principais criptomoedas por valor de mercado operando no positivo, por volta das 14h40, como The Sandbox (SAND), com ganhos de quase 30%, e Velas (VLX), com alta de 17%.

Entre os destaques negativos, Kadena (KDA) tinha baixa de 14% e SHIBA INU (SHIB) cedia cerca de 11%.

CDB com 300% do CDI? XP antecipa Black Friday com rentabilidade diferenciada para novos clientes. Clique aqui para investir agora!

The post Bitcoin acentua queda e volta para os US$ 57 mil, na mínima em mais de um mês appeared first on InfoMoney.

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte Google News