black Friday melhor hoje ofertas e promocoes

Melhor Carteira Bitcoins conta gratis

binance-wallet-bitcoin-brasil

GONÇALVES (MG) – A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) aprovou, nesta quarta-feira (24), o uso da dose de reforço da vacina da Pfizer contra a Covid-19 em bula.

A dose de reforço é uma aplicação adicional de uma vacina após a pessoa ter o esquema completo de imunização previsto na bula. No caso da vacina da Pfizer, a imunização completa acontece com duas doses, em um intervalo maior ou igual a 21 dias após a primeira aplicação.

A agência reguladora avaliou dados e estudos apresentados e concluiu que as evidências científicas demonstram segurança e eficácia para a dose extra da Pfizer. Com esse aval, a bula da vacina da substância também passará a ter a indicação de dose de reforço em adultos, que deverá ser aplicada seis meses depois da segunda dose.

A indicação de bula é baseada nos estudos clínicos e resultados desenvolvidos pelo laboratório que, neste caso, avaliou a administração do reforço em voluntários que foram imunizados inicialmente com o esquema de duas doses da Pfizer. Também foram avaliados dados de monitoramento do uso da vacina da Pfizer no país.

Segundo a Anvisa, dados de estudos científicos apontam a diminuição dos anticorpos neutralizantes e algumas evidências de diminuição de eficácia da vacina contra a Covid-19 ao longo do tempo, o que demonstram a necessidade de uma dose de reforço.

O que é dose de reforço?

A dose de reforço tem o objetivo de manter ou mesmo melhorar a imunidade gerada pelo esquema primário de vacinação, evitando que após um longo período a resposta imune no organismo comece a diminuir.

Terceira dose é o termo que se aplicaria aos casos em que o esquema completo de imunização fosse alcançado somente com três doses. Ou seja, seria o caso de um imunizante em que são necessárias três doses da vacina para que o indivíduo possa estar imunizado.

Não existem vacinas contra Covid-19 no país com esquema de três doses — os imunizantes autorizados no país, até o momento, são de dose única, caso da vacina da Janssen, ou de duas doses, como é a situação das demais substâncias.

A Anvisa analisa os pedidos de AstraZeneca e Janssen para inclusão de dose de reforço na bula de suas vacinas. No caso da CoronaVac, também em uso em território nacional, ainda não há pedido do laboratório para avaliação de doses de reforço.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

The post Anvisa aprova a inclusão de dose de reforço contra a Covid-19 em bula da Pfizer appeared first on InfoMoney.

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte Google News