black Friday melhor hoje ofertas e promocoes

Franco Parisi concorre à distância e não irá ao país natal nem para votar no domingo. Franco Parisi fez campanha à distância
Reprodução/Instagram/Franco Parisi
Parece brincadeira, mas não é. Entre os sete candidatos que disputam no domingo a Presidência do Chile, um deles fez campanha à distância, do estado de Alabama, nos EUA, sem sequer pôr os pés no país natal. O engenheiro Franco Parisi, do Partido do Povo, concorre ao cargo pela segunda vez e oscila entre o quarto e o quinto lugar, segundo as pesquisas.
O candidato remoto preferiu ser virtual e avisou que não irá ao Chile nem para votar. Ele alegou ter testado positivo para Covid-19, mas especula-se que o real motivo da ausência do país é uma ação judicial que enfrenta por não pagamento de pensão alimentícia de dois filhos com a ex-mulher Denisse Tarziján.
A dívida acumulada é de 250 milhões de pesos chilenos (R$ 1,67 milhão) e, uma vez no Chile, Parisi, de 54 anos, não poderia deixar o país e retornar aos EUA, onde reside há três anos.
De longe, ele não participou de comícios, não fez corpo a corpo com eleitores e escapou dos debates com outros candidatos. Toda a campanha foi pelas redes sociais. Ele mantém um programa popular no YouTube, “Bad boys”, no qual difunde sua plataforma, “nem à esquerda nem à direita”, sob o lema “Parisi: o povo ao poder”.
O candidato se define como independente, mas é considerado populista. Prega a redução de impostos para a classe média, o combate à corrupção e a melhoria do sistema de aposentadorias, mas defende propostas no mínimo excêntricas: um rockódromo para sediar as bandas chilenas e caixas de correio para adoção, onde os pais deixariam os bebês recém-nascidos indesejados.
Na campanha eleitoral de 2013, que elegeu Michelle Bachelet, Parisi ficou em quarto lugar, com 10% dos votos, desempenho que não pode ser desprezado. Agora, as pesquisas lhe dão 8% das intenções de votos. Durante a corrida, já chegou a estar tecnicamente empatado com Sebastián Sichel, o candidato do presidente Piñera.
A decisão de concorrer ao Palácio de La Moneda do exílio no Alabama faz dele uma unanimidade nas críticas de seus concorrentes. “Fico chocado que um candidato faça campanha à distância, não pague pensão alimentícia e que isso não tenha importância. Não estamos num reality show”, criticou Sichel.
O candidato Gabriel Boric, da esquerda, que rivaliza com o ultradireitista José Antonio Kast na disputa pelo primeiro turno, defendeu a revisão das regras eleitorais. Um grupo de senadores da oposição e do governo cuidou disso e apresentou esta semana um projeto de lei — já batizado como Lei Parisi — para impedir que as campanhas presidenciais sejam realizadas do exterior.
Nas eleições deste domingo, a ausência do candidato é fato consumado. Restou a ele ser alvo de memes pela situação esdrúxula que representa. Um deles expressa a dúvida na mente do eleitor: na remota hipótese de uma vitória, Franco Parisi finalmente irá ao Chile ou os chilenos terão que ir para os EUA?

Melhor Carteira Bitcoins conta gratis

binance-wallet-bitcoin-brasil

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte Google News