black Friday melhor hoje ofertas e promocoes

Quatro integrantes e um voluntário das Vovós Dançarinas de Milwaukee estão entre os cinco mortos. Dos 40 feridos, 18 são crianças e adolescentes; menina de 11 anos que perdeu rim pediu que médicos a ‘colem de volta’. Jessalyn Torres pediu que os médicos a ‘colem de novo’ após ser atropelada em Waukesha
Reprodução/GoFundMe
Crianças e idosos foram a maioria das vítimas do atropelamento em massa em uma feira de Natal em Waukesha, Wisconsin, no domingo (21).
Vídeo mostra momento em que veículo invade desfile de Natal nos EUA
Polícia descarta terrorismo em atropelamento nos EUA
Motorista avança com SUV contra desfile de Natal em Wisconsin, nos EUA, e deixa 5 mortos e 40 feridos
Das cinco pessoas que morreram (leia mais abaixo) três eram integrantes de um grupo chamado Milwaukee Dancing Granies (Vovós Dançarinas de Milwaukee), além do marido de uma delas, enquanto 18 dos 40 feridos são crianças, algumas ainda hospitalizadas em estado grave.
Crianças
Jessalyn Torres, de 11 anos, desfilava com o grupo Waukesha Xtreme Dance quando foi atingida, e chegou a correr risco de vida ao perder um rim, sofrer fratura na pélvis, laceração nos pulmões e no rim remanescente.
Mas, de acordo com seu tio, Ryan Kohnke, a menina manteve a esperança e pediu a ele que falasse aos médicos “para apenas me colar de volta”.
Ela foi uma das dez crianças internadas na unidade intensiva pediátrica do mesmo hospital, segundo a emissora Fox News.
Os irmãos Tucker e Jackson Sparks, de 12 e 8 anos, ficaram gravemente feridos em Waukesha
Reprodução/GoFundMe
Outras vítimas foram os irmãos Tucker Sparks, de 12 anos, que teve traumatismo craniano, e Jackson Sparks, de 8, que foi submetido a uma cirurgia no cérebro. A família ainda não sabe a extensão dos danos e das possíveis sequelas que ele poderá ter, ou mesmo se irá sobreviver.
Kenzie Hollingsworth teve sangramento no cérebro, entre outros ferimentos, após atropelamento em Waukesha
Reprodução/GoFundMe
Kenzie Hollingsworth, uma estudante da quarta série, também foi atingida na cabeça e teve sangramento no cérebro, além de traumatismo craniano e uma fratura em uma das pernas.
A Waukesha South Band está arrecadando dinheiro para ajudar a pagar pelo tratamento de alguns de seus integrantes, também feridos no atropelamento.
Aidan Laughrin teve costelas fraturadas após ser atropelado em Waukesha
Reprodução/GoFundMe
Entre eles estão Aidan Laughrin, de 16 anos, que teve costelas fraturadas e severas contusões, e o também adolescente Tyler Pudleiner, que toca saxofone na banda e precisou ser submetido a duas cirurgias na segunda-feira.
Tyler Pudleiner precisou ser submetido a duas cirurgias após atropelamento em Waukesha
Reprodução/GoFundMe
Mortes
A única vítima fatal sem conexão com o grupo de Vovós Dançarinas de Milwaukee era Jane Kulich, de 52 anos. Ela era funcionária do Citizen Bank e representava a empresa no desfile quando foi atropelada.
Tamara Durand se apresentava pela primeira vez quando foi atropelada em Waukesha
Reprodução/Facebook/Milwaukee Dancing Granies
Também com 52 anos, Tamara Durand se apresentava pela primeira vez com as Vovós Dançarinas quando perdeu a vida. Antes do desfile, ela fez um post empolgado em uma rede social sobre sua estreia.
Leana ‘Lee’ Owen não sobreviveu ao atropelamento em Waukesha
Reprodução/Facebook/Milwaukee Dancing Granies
Leana ‘Lee’ Owen, de 71 anos, chegou a ser entrevistada em agosto por uma emissora de TV para um perfil do grupo das Vovós Dançarinas, que completou 37 anos de atividades em 2021. “Somos uma espécie de pequenas celebridades”, comemorou na ocasião.
Virginia Sorenson, conhecida como Ginny, também morreu em atropelamento em Waukesha
Reprodução/Facebook/Milwaukee Dancing Granies
Virginia Sorenson, de 79 anos, era conhecida como Ginny, estava no grupo há 19 anos e era responsável pela recepção de novos integrantes, além de ser uma das instrutoras e coreógrafas das Vovós Dançarinas.
Wilhelm Hospel, vítima de atropelamento em Waukesha
Reprodução/Facebook/Milwaukee Dancing Granies
Wilhelm Hospel, de 81 anos, era casado com uma integrante das Vovós Dançarinas, e se tornou um voluntário que ajudava no transporte e na logística das viagens e apresentações, uma espécie de produtor que garantia que todas tivessem tudo que precisavam durante seus shows.
Atropelamento
SUV amassado envolvido no incidente do desfile em Waukesha, Wisconsin
Eric Dundt / AFP Photo
O atropelamento em massa aconteceu quando Darrell Brooks Jr., de 39 anos, invadiu um desfile de Natal com um veículo SUV em alta velocidade. Policiais afirmaram que o carro rompeu barricadas que cercavam o desfile anual pouco depois das 16h30 (horário local, 19h30 em Brasília).
O chefe do Departamento de Polícia de Waukesha, Dan Thompson, disse em entrevista coletiva que “não há evidências de terrorismo” e que o motorista estaria fugindo de um “distúrbio doméstico”, sem dar maiores explicações.
O veículo foi recuperado após o incidente na cidade, localizada a cerca de 32 km a oeste de Milwaukee e o motorista foi detido.
MAPA – Atropelamento em Waukesha (Wisconsin, EUA)
Juan Silva/Arte/g1

Melhor Carteira Bitcoins conta gratis

binance-wallet-bitcoin-brasil

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte Google News