<div class="toolkit-image-container media_box full-dimensions771x420">

Melhor Carteira Bitcoins conta gratis

binance-wallet-bitcoin-brasil

<div class="toolkit-image-container__edges edges">
<img class="toolkit-image-container__image croppable" src="https://img.r7.com/images/b-cen-abb-08122021152245955?dimensions=771×420&amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=771×420&amp;amp;crop=1024×558+0+120&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=771×420&amp;amp;crop=1024×558+0+120" title="&quot;b Cen (AB)b&quot; foi notado pela primeira vez em 2000, mas não foi identificado como planeta" alt="&quot;b Cen (AB)b&quot; foi notado pela primeira vez em 2000, mas não foi identificado como planeta" loading="lazy" width="771" height="420" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="toolkit-image-container__info content_image" data-dimensions="771×420">
<span class="toolkit-image-container__caption legend_box ">"b Cen (AB)b" foi notado pela primeira vez em 2000, mas não foi identificado como planeta</span>
<span class="toolkit-image-container__credit credit_box ">L. Calcada/European Southern Observatory/AFP – 8.12.2021</span>
</div>
</div>

<p>
Não deveria existir, e ainda assim, "b Cen (AB)b", um planeta gigante do tipo super-Júpiter orbita um sistema estelar muito massivo na <a href="https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/cientistas-detectam-oxigenio-em-outra-galaxia-pela-primeira-vez-02032020" target="_blank"><strong>constelação</strong></a> de Centauro, de acordo com um estudo divulgado nesta quarta-feira (8).</p>
<p>
O par de estrelas, apelidado de "b Cen", pesa muito, com uma massa de seis a dez vezes a do Sol. Até agora, nenhum planeta havia sido detectado em torno de um sistema estelar de mais de três massas solares. </p>
<p>
Essas estrelas "formam um ambiente considerado bastante destrutivo e perigoso, a ponto de ser considerado muito difícil para grandes planetas se formarem", explica o astrônomo Markus Janson, da Universidade de Estocolmo, principal autor do estudo publicado na Nature e citado pelo Observatório Europeu Austral (ESO, na sigla em inglês). </p>
<p>
A mais brilhante das estrelas gêmeas "b Cen" — cerca de 325 anos-luz da <a href="https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/astronauta-tira-foto-da-terra-por-um-angulo-raro-e-chama-a-atencao-12092021" target="_blank"><strong>Terra</strong></a> — irradia a uma temperatura de superfície estimada em mais de 18.000°C, mais de três vezes a do Sol.</p>

<div class="toolkit-card-primary mb-7" data-dp6-item=’vejaTambem’>
<div class="toolkit-card-primary__body">
<h6 class="toolkit-card-primary__title">
Veja também
</h6>
<ul class="toolkit-list d-flex">
<li class="toolkit-card-secondary">
<a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/russia-retoma-o-turismo-espacial-e-envia-bilionario-japones-a-iss-08122021" title="Rússia retoma o turismo espacial e envia bilionário japonês à ISS">
<img alt="Rússia retoma o turismo espacial e envia bilionário japonês à ISS" title="Rússia retoma o turismo espacial e envia bilionário japonês à ISS"
class="toolkit-card-secondary__image" src="https://img.r7.com/images/afp-soyuz-decolagem-japones-08122021081248818?dimensions=221×126">
<div class="toolkit-card-secondary__hat ">Tecnologia e Ciência</div>
<h3 class="toolkit-card-secondary__title">Rússia retoma o turismo espacial e envia bilionário japonês à ISS</h3>
</a>
</li>
<li class="toolkit-card-secondary">
<a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/robo-chines-vai-investigar-objeto-misterioso-no-lado-escuro-da-lua-03122021" title="Robô chinês vai investigar objeto misterioso no lado escuro da Lua">
<img alt="Robô chinês vai investigar objeto misterioso no lado escuro da Lua" title="Robô chinês vai investigar objeto misterioso no lado escuro da Lua"
class="toolkit-card-secondary__image" src="https://img.r7.com/images/lua-objeto-cubico-lado-escuro-03122021180204204?dimensions=221×126">
<div class="toolkit-card-secondary__hat ">Tecnologia e Ciência</div>
<h3 class="toolkit-card-secondary__title">Robô chinês vai investigar objeto misterioso no lado escuro da Lua</h3>
</a>
</li>
<li class="toolkit-card-secondary">
<a href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/astronautas-da-nasa-realizam-caminhada-no-espaco-02122021" title="Astronautas da Nasa realizam caminhada no espaço">
<img alt="Astronautas da Nasa realizam caminhada no espaço" title="Astronautas da Nasa realizam caminhada no espaço"
class="toolkit-card-secondary__image" src="https://img.r7.com/images/caminha-espacial-nasa-02122021193735337?dimensions=221×126">
<div class="toolkit-card-secondary__hat ">Tecnologia e Ciência</div>
<h3 class="toolkit-card-secondary__title">Astronautas da Nasa realizam caminhada no espaço</h3>
</a>
</li>
</ul>
</div>
</div>

<p>
Quando este ainda estava em formação, seu disco protoplanetário, uma nuvem de gás e poeira, viu a formação de planetas, com Júpiter à frente, por aglomeração de poeira. O núcleo rochoso então acretou o gás que hoje forma a atmosfera do planeta mais massivo no sistema solar.</p>
<p>
Mas estrelas como "’b Cen’ são tão quentes e brilhantes que sua luz sopra a matéria ao redor delas e não há o suficiente para formar um núcleo rochoso" nas proximidades, explica à AFP o astrônomo Gaël Chauvin do CNRS, co-autor do estudo.</p>

<div class="media_box embed intertitle_box">

<div class="content">Nuvem de poeira</div>
<span class="author"></span>
</div>

<p>
Então, "qual é o mecanismo de formação do planeta em ação em um ambiente tão hostil, devido à radiação muito forte?", questiona o pesquisador. Porque se a teoria tornava a formação de um planeta em torno de uma estrela massiva dificilmente crível, ela foi "superada pela observação".</p>
<p>
A saber, pelo Very Large Telescope do ESO, no Chile, e seu instrumento SPHERE. O planeta que encontrou enriquece o bestiário planetário com características notáveis. </p>
<p>
"b Cen (AB) b" pertence à mesma espécie de Júpiter, a dos gigantes gasosos, mas tem quase onze vezes sua massa. Acima de tudo, a distância que o separa de seu par de estrelas é colossal, 100 vezes a que separa Júpiter do Sol. </p>
<p>
Em primeiro lugar, foi necessário garantir que, apesar da distância, o astro estava de fato em órbita em torno das estrelas de "b Cen". E aí, surpresa, um trabalho de arquivo constatou que o planeta tinha sido observado, mas não identificado como tal, por um pequeno telescópio do ESO, há vinte anos.</p>

<div class="toolkit-card-primary mb-7" data-dp6-item=’leiaTambem’>
<div class="toolkit-card-primary__body">
<h6 class="toolkit-card-primary__title">
Leia também
</h6>
<ul class="toolkit-list">
<li class="toolkit-list__item toolkit-list__item–primary">
<a class="toolkit-list__link" href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/cavidade-gigante-e-descoberta-na-via-lactea-22092021">
Cavidade gigante é descoberta na Via Láctea
</a>
</li>
<li class="toolkit-list__item toolkit-list__item–primary">
<a class="toolkit-list__link" href="https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/fotos/suicos-criam-realidade-virtual-que-simula-viagem-pelo-espaco-13102021">
Suíços criam realidade virtual que simula viagem pelo espaço
</a>
</li>
<li class="toolkit-list__item toolkit-list__item–primary">
<a class="toolkit-list__link" href="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/construir-uma-casa-na-lua-pode-custar-mais-de-r-340-milhoes-30032021">
Construir uma casa na Lua pode custar mais de R$ 340 milhões
</a>
</li>
</ul>
</div>
</div>

<p>
A comparação com 2000 confirmou o movimento próprio do planeta e mostrou que ele se movia da mesma maneira que sua estrela hospedeira. Então, em órbita. </p>
<p>
Sobre como conseguiu se formar, "não há cenário privilegiado", acrescenta. O sistema observado pode ser jovem, apenas 15 milhões de anos, mas já está estabelecido. Seria preciso observar um alter ego em plena gênese, com apenas um a dois milhões de anos. </p>
<p>
Para aparecer, "b Cen (AB) b" poderia ter formado um núcleo rochoso por aglomeração de poeira a uma distância suficientemente grande de seu par de estrelas, ou então por um fenômeno de instabilidade gravitacional, em que parte da nuvem de poeira repentinamente desabou sobre si mesma.</p>
<p>
A busca por respostas apenas começou. A equipe internacional de Markus Janson buscará conhecer a composição química do planeta. Isso pode apontar para um cenário mais claro. A resposta virá dentro de alguns anos.</p>

<div data-article-gallery-id="61ae3dc04b49552b9d00006a" data-article-gallery-images="[{&quot;width&quot;:1280,&quot;height&quot;:866,&quot;url&quot;:&quot;https://img.r7.com/images/eclipse-solar-na-antartica-06122021134237395&quot;,&quot;author&quot;:&quot;AFP – 04.12.2021&quot;,&quot;subtitle&quot;:&quot;Cientistas chilenos e norte-americanos conseguiram registrar imagens do eclipse solar total do u00faltimo su00e1bado (4), que foi visu00edvel apenas em uma estreita faixa de terra na Antu00e1rtica, o continente mais gelado do planeta&lt;br&gt;&lt;br&gt;&lt;i&gt;*Estagiu00e1ria do &lt;b&gt;R7&lt;/b&gt; sob supervisu00e3o de Pablo Marques&lt;/i&gt;&quot;,&quot;content&quot;:null,&quot;position&quot;:0},{&quot;width&quot;:1280,&quot;height&quot;:853,&quot;url&quot;:&quot;https://img.r7.com/images/eclipse-solar-na-antartica-06122021134238634&quot;,&quot;author&quot;:&quot;AFP – 04.12.2021&quot;,&quot;subtitle&quot;:&quot;As fotos foram tiradas do Union Glacier Camp, um acampamento localizado&amp;nbsp;na Cordilheira do Patrimu00f4nio, abaixo das Montanhas Ellsworth, na Geleira Union&lt;br&gt;&quot;,&quot;content&quot;:null,&quot;position&quot;:1},{&quot;width&quot;:1280,&quot;height&quot;:853,&quot;url&quot;:&quot;https://img.r7.com/images/eclipse-solar-na-antartica-06122021134238157&quot;,&quot;author&quot;:&quot;AFP – 04.12.2021&quot;,&quot;subtitle&quot;:&quot;Segundo afirmou&amp;nbsp;&amp;nbsp;o professor Cu00e1ssio Barbosa, astrofu00edsico da FEI (Faculdade de Engenharia Industrial) &lt;a href=”https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/eclipse-solar-deste-sabado-4-sera-visivel-apenas-na-antartida-03122021″&gt;em entrevista ao&amp;nbsp;&lt;/a&gt;&lt;a href=”http://”&gt;&lt;b&gt;R7&lt;/b&gt;&lt;/a&gt;, um eclipse ocorre quando hu00e1 o alinhamento das u00f3rbitas do Sol, da Lua e da Terra quase que em linha reta&lt;br&gt;&quot;,&quot;content&quot;:null,&quot;position&quot;:2},{&quot;width&quot;:1280,&quot;height&quot;:852,&quot;url&quot;:&quot;https://img.r7.com/images/eclipse-solar-na-antartica-06122021134237726&quot;,&quot;author&quot;:&quot;AFP – 04.12.2021&quot;,&quot;subtitle&quot;:&quot;No caso de um eclipse solar, a Lua se interpu00f5e entre a Terra e o Sol, ocultando total ou parcialmente a luz solar em uma estreita faixa na superfu00edcie terrestre&lt;br&gt;&quot;,&quot;content&quot;:null,&quot;position&quot;:3},{&quot;width&quot;:1280,&quot;height&quot;:853,&quot;url&quot;:&quot;https://img.r7.com/images/eclipse-solar-na-antartica-06122021134236953&quot;,&quot;author&quot;:&quot;AFP – 04.12.2021&quot;,&quot;subtitle&quot;:&quot;Ju00e1 no caso de um eclipse lunar, a Terra u00e9 que fica no meio, de forma que a Lua u00e9 ocultada total ou parcialmente pela sombra do nosso planeta&lt;br&gt;&quot;,&quot;content&quot;:null,&quot;position&quot;:4},{&quot;width&quot;:1280,&quot;height&quot;:853,&quot;url&quot;:&quot;https://img.r7.com/images/eclipse-solar-na-antartica-06122021134238396&quot;,&quot;author&quot;:&quot;AFP – 04.12.2021&quot;,&quot;subtitle&quot;:&quot;Para observar um eclipse lunar, nu00e3o u00e9 preciso tomar nenhum cuidado&amp;nbsp;u2014 basta torcer para que o cu00e9u esteja limpo, ou seja, sem nuvens, e olhar para a Lua no momento do evento&quot;,&quot;content&quot;:null,&quot;position&quot;:5},{&quot;width&quot;:1280,&quot;height&quot;:853,&quot;url&quot;:&quot;https://img.r7.com/images/eclipse-solar-na-antartica-06122021134237166&quot;,&quot;author&quot;:&quot;AFP – 04.12.2021&quot;,&quot;subtitle&quot;:&quot;Ju00e1 para observar um eclipse solar total, u00e9 preciso muito cuidado, uma vez que olhar para o Sol sem proteu00e7u00e3o adequada pode levar u00e0 queimadura irreversu00edvel da retina e, consequentemente, provocar uma mancha preta permanente na visu00e3o&lt;br&gt;&quot;,&quot;content&quot;:null,&quot;position&quot;:6},{&quot;width&quot;:1280,&quot;height&quot;:853,&quot;url&quot;:&quot;https://img.r7.com/images/eclipse-solar-na-antartica-06122021134237942&quot;,&quot;author&quot;:&quot;AFP – 04.12.2021&quot;,&quot;subtitle&quot;:&quot;Conforme disse o oftalmologista Wallace Chamon, membro do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO) em &lt;a href=”https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/eclipse-solar-como-observar-o-fenomeno-em-seguranca-14122020″&gt;entrevista ao &lt;/a&gt;&lt;a href=”http://”&gt;&lt;b&gt;R7&lt;/b&gt;&lt;/a&gt;, a orientau00e7u00e3o u00e9 utilizar um u00f3culos especial, como o que o cientista usa na foto, ou tapar o Sol com um vidro de mu00e1scara de solda de no mu00ednimo nu00famero 12&lt;br&gt;&quot;,&quot;content&quot;:null,&quot;position&quot;:7}]" data-article-gallery-url="http://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/fotos/veja-fotos-do-eclipse-solar-que-so-pode-ser-observado-da-antartica-06122021" style="clear:both;"> </div>

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte Google News