“Visitas a idosos devem ser limitadas ao essencial”, diz especialista

<div class="media_box full-dimensions460x305">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/coronavirus-idosos-sp-aulas-suspensas-17032020175002414?dimensions=460×305" title="Idosos, mesmo sem sintomas, devem ficar em casa" alt="Idosos, mesmo sem sintomas, devem ficar em casa" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Idosos, mesmo sem sintomas, devem ficar em casa</span>
<span class="credit_box ">Flavio Corvello</span>
</div>
</div>

<p>
Os idosos fazem parte do grupo de risco para a covid-19, doença causada pelo novo coronavírus SARS-COV-2.  Para protegê-los a melhor medida é o isolamento social.</p>
<p>
O Ministério da Saúde recomenda que mesmo aqueles que estão sem sintomas fiquem em casa. Entretando, alguns precisam de outros cuidados de saúde e, frequentemente, são visitados por seus filhos e netos.</p>
<p>
"Visitas aos familiares mais idosos devem ser evitadas o máximo possível, e limitadas ao essencial, como levar ao médico e fazer compras no mercado. Mas o ideal é que alguém faça isso por eles", aconselha o geriatra Renato Bandeira de Mello, da Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia.</p>
<p>
<strong>Leia também: <a href="https://noticias.r7.com/saude/covid-19-o-que-voce-precisa-saber-sobre-os-grupos-de-risco-19032020">Covid-19: o que você precisa saber sobre os grupos de risco</a></strong></p>
<p>
Quando a visita for fundamental, manter a higiene das mãos e de superfícies que são tocadas com frequência, como por exemplo as de mesas, bancadas e, principalmente, maçanetas. "Sempre que elas forem tocadas, o ideal é passar álcool 70%", afirma Bandeira.</p>
<p>
Se a saída de casa também for inevitável, para ir ao mercado, por exemplo, os cuidados de limpeza devem ser reforçados.</p>
<p>
"Higiene é a palavra. E não devem passar a mão no rosto de forma alguma. Enquanto estiverem fazendo compras, devem passar álcool gel na barra do carrinho. Depois de guardar as compras em casa, lavar as mãos de novo", aconselha.</p>
<p>
De acordo com ele, o contato com crianças e adolescentes também deve ser evitado. </p>
<p>
"Cerca de 85% das pessoas que têm o vírus não serão diagnosticadas porque têm sintomas leves. Crianças e adolescentes têm poucos ou nenhum sintoma, então não são diagnosticadas, mas fazem o vírus circular da mesma maneira", observa.</p>
<p>
<strong>Leia também: <a href="https://noticias.r7.com/saude/levem-a-serio-esta-pandemia-isto-nao-e-ferias-diz-david-uip-21032020">"Levem a sério esta pandemia, isto não é férias", diz David Uip</a></strong></p>
<p>
"É claro que tem idosos que vivem com famílias grandes, então eles devem guardar distância de pelo menos dois metros do idoso", acrescenta. "Devem evitar aperto de mão, abraços e beijos".</p>
<p>
O especialista destaca que as pessoas acima dos 60 anos não precisam usar máscara, a não ser que estejam com algum sintoma respiratório. "Somente nesse caso, o uso da máscara deve ser constante", destaca.</p>
<p>
O geriatra chama a atenção para essa necessidade no caso de idosos que apresentam sintomas respiratórios e precisam de cuidadores. "Aí, ambos precisam usar a máscara".</p>
<p>
"Se for o cuidador que apresentar sinais, o ideal é ser deslocado da função. Se é alguém da família que cuida, o idoso deve ser levado para a casa de outro filho". orienta Bandeira.</p>
<p>
Dentre as orientações do Ministério da Saúde para evitar a disseminação do novo coronavírus, está a de que os médicos deem receitas de medicamentos com um prazo de validade maior.</p>
<p>
"A prefeitura de Porto Alegre fez uma portaria aumentando a validade da receita para um ano e as receitas de medicamentos controlados valerão por seis meses. Além disso, irão fornecer quantidades maiores para que eles não precisem ir às farmácias", exemplifica o geriatra.</p>
<p>
A Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, por sua vez, recomenda que visitas a idosos que estão em Instituições de Longa Permanência (ILIPIS) sejam suspensas, exceto em casos excepcionais, e atividades em grupo sejam evitadas.</p>

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *