black Friday melhor hoje ofertas e promocoes

Melhor Carteira Bitcoins conta gratis

binance-wallet-bitcoin-brasil

Brasil é o 66º em ranking de totalmente imunizados
Reprodução/Flickr

Se o avanço dos casos de Covid-19 em países da Europa pode parecer uma realidade distante do Brasil, que se aproxima das 300 milhões de doses aplicadas, o percentual de imunizados nessas mesmas nações é maior do que aqui.

O governo federal se vangloria de o Brasil ser o terceiro país no mundo que mais aplicou vacinas contra a Covid, mas, proporcionalmente, ele é apenas o 66º no ranking de percentual da população totalmente imunizada.

De acordo com o site Our World In Data, coordenado por professores da Universidade de Oxford, com dados atualizados na quarta-feira (17), 60,04% dos brasileiros estão imunizados (tomaram duas doses da CoronaVac, AstraZeneca ou Pfizer ou uma da Johnson).

A Áustria, que decidiu nesta semana impor um lockdown para conter a elevação de casos, tem 64,25% de totalmente imunizados. A Alemanha, com 67,33%, decidiu endurecer as medidas para evitar a proliferação do vírus,

Reino Unido tem 67,60%; França, 68,95%; Itália, 72,89%; Holanda, 73,48% Espanha, 80,26% e Portugal, 87,78%.

Neste sábado (20), o diretor regional da OMS (Organização Mundial de Saúde), Hans Kluge, alertou que se a Europa não tomar providências urgentes, o continente corre o risco de ter mais 500 mil mortes na pandemia até março de 2022.

Na opinião do diretor da OMS, é preciso estimular ainda mais a vacinação e voltar a tornar obrigatório o uso de máscaras.

Doses da Johnson

Os 60% alcançados pelo Brasil podem cair se for levada em conta a declaração do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, nesta semana. Ele afirmou que quem tomou apenas uma dose da vacina Johnson precisa de uma segunda aplicação para ser considerado imunizado.

O assunto, no entanto, causou polêmica por ser uma decisão unilateral do ministério, divulgada antes dos estudos sobre o tema que o laboratório promete entregar nos próximos dias e por ir contra o posicionamento da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), que continua considerando o imunizante como de dose única.

Se a decisão da pasta for mantida, ocorrerá outro problema: falta imunizantes da Johnson em todo o país.

Brasileiros precisam tomar a segunda dose

O governo federal promove neste fim de semana uma campanha que intitulou de mega vacinação para convencer a população a tomar a segunda dose.

Segundo o painel do Localiza Sus, 155 milhões de brasileiros têm a primeira dose registrada, mas o número cai para 125 milhões em relação à segunda – são pessoas que ainda não alcançaram a data marcada para completar a imunização ou desistiram de ir aos postos no momento adequado.

O tema da campanha  é “proteção pela metade não é proteção”. Em cada estado e município, as secretarias de Saúde irão definir esquemas nos postos de vacinação para atrair os atrasados.

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte Google News