Governo italiano prevê decretar quarentena em toda a Lombardia

<div class="media_box full-dimensions660x360">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/coronavirus-italia-trem-milao-07032020203804650?dimensions=660×360&amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=660×360&amp;amp;crop=1279×698+0+98&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;&amp;amp;resize=660×360&amp;amp;crop=1279×698+0+98" title="Mulher se protege com máscara ao caminhar pela estação de trem de Milão. Itália se prepara para declarar quarentena em toda a Lombardia" alt="Mulher se protege com máscara ao caminhar pela estação de trem de Milão. Itália se prepara para declarar quarentena em toda a Lombardia" />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Mulher se protege com máscara ao caminhar pela estação de trem de Milão. Itália se prepara para declarar quarentena em toda a Lombardia</span>
<span class="credit_box ">Alex Fraser/ Reuters</span>
</div>
</div>

<p>
O governo italiano pretende decretar quarentena em toda a região da Lombardia, no norte da Itália, numa tentativa de conter o avanço do coronavírus no país, de acordo com informações do jornal britânico <em>The Guardian</em> e do periódico italiano <em>Corriere della Sera</em>, divulgadas nesta noite de sábado (7).</p>
<p>
O decreto, que deve ser anunciado nas próximas horas, prevê a extensão das áreas isoladas, chamadas de “zonas vermelhas”, impedindo as pessoas de entrar ou sair da região, a menos que seja por motivos graves, como de trabalho ou de família. O projeto do decreto destaca que pode haver aplicação de multa para os que desobedecerem a quarentena, prevista para durar até o dia 3 de abril deste ano.</p>
<p>
O país está numa batalha para conter o avanço do Covid-19, que já matou 233 pessoas e infectou um total de 5.883 italianos. Nas últimas 24 horas, foram confirmados 1.247 novos casos no país.</p>
<p>
As autoridades italianas anunciaram que o possível decreto prevê o fechamento temporário de todos os eventos públicos, cinemas, teatros, clubes, academias de ginástica, bares e casas noturnas. Cerimônias religiosas, como funerais e casamentos, também estão dentro das proibições previstas.</p>
<p>
<strong>Milhões podem ser impactados com a medida</strong></p>
<p>
A região norte da Itália é a que mais está sofrendo com o avanço do coronavírus, principalmente a Lombardia, a Emilia-Romagna e o Vêneto, com 85% dos casos e 92% das mortes reportadas. Mais de 10 milhões vivem na Lombardia e serão impactadas por essas medidas. Esse número salta para 16 milhões de pessoas, se forem consideradas as províncias de Modena, Parma, Piacenza, Reggio Emilia, Rimini, Pesaro, Urbino, Veneza, Padua, Treviso, Asti e Alessandria.</p>
<p>
Na Lombardia está localizada também a capital financeira da Itália, Milão. A epidemia está prejudicando severamente a economia italiana, com alertas do setor de turismo, que pode ser impactado com uma perda de 7,4 bilhões de euros neste semestre.</p>

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *