EUA aprova remédio antimalária em tratamento contra coronavírus 

<div class="media_box full-dimensions660x360">

<div class="edges">
<img class="croppable" src="https://img.r7.com/images/estados-unidos-19032020135525619?dimensions=660×360" title="Presidente norte-americano cobrou agilidade de agência reguladora " alt="Presidente norte-americano cobrou agilidade de agência reguladora " />
<div class="gallery_link">
</div>

</div>
<div class="content_image">
<span class="legend_box ">Presidente norte-americano cobrou agilidade de agência reguladora </span>
<span class="credit_box ">Jonathan Ernst/Reuters – 19/03/2020</span>
</div>
</div>

<p>
O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, anunciou a aprovação do uso de medicamento antimalárico no tratamento contra o <a href="https://noticias.r7.com/saude/novo-coronavirus"><strong>novo coronavírus</strong></a>, que é responsável por causar a covid-19. O comunicado aconteceu nesta quinta-feira (19) durante entrevista coletiva na Casa Branca, em Washington.</p>
<p>
Trump disse que o cloroquina, ou hidroxicloroquina, “mostrou resultados preliminares muito encorajadores” e, ainda, que a disponibilização do medicamento poderia ser realizada “quase imediatamente”. O líder norte-americano ressaltou também a possibilidade disso representar “um divisor de águas” diante da pandemia.</p>
<p>
Pesquisadores na China rescobriram, recentemente, que o uso de cloroquina em pacientes com pneumonia associada à covid-19 apresentaram melhora e indíces menores de internação hospitalar. </p>
<p>
O medicamento, que já vinha apresentando bons resultados no tratamento da SARS (Síndrome Respiratória Aguda Severa), agora, tem mostrando resultados "encorajadores" nos primeiros testes realizados. </p>
<p>
Durante a coletiva, o governo norte-americana cobrou que a FDA (Administração de Alimentos e Medicamentos dos Estados Unidos) agilize os processo para acelerar o desenvolmento de tratamentos contra o novo vírus. "Temos que remover todas as barreiras", disse o presidente. </p>

<div class="media_box embed intertitle_box">

<div class="content">Combate à pandemia </div>
<span class="author"></span>
</div>

<p>
Cientistas do mundo inteiro seguem na luta pelo melhor tratamento e uma possível cura do novo coronavíris. No entanto, um estudo publicado no periódico científico The New England Journal of Medicine, na quarta-feira (18), c<a href="https://noticias.r7.com/saude/remedios-usados-contra-hiv-falham-contra-coronavirus-19032020"><strong>oncluiu que medicamentos contra o HIV para tratar alguns pacientes com covid-19 não se mostraram eficientes</strong></a>. </p>
<p>
Não existem medicamentos específicos contra o novo coronavírus. A combinação de drogas contra o HIV era uma esperança de cientistas e médicos.</p>

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *