Ducati suspende produção na Itália por efeitos do surto mundial do novo coronavírus


Fábrica em Bolonha está temporariamente paralisada até o próximo dia 25 de março. Para evitar contágio do Covid-19, montadora está readequando estrutura de produção. Ducati Panigale V4 S
Marcelo Brandt/G1
A Ducati anunciou a suspensão de sua produção temporariamente na fábrica de Borgo Panigale, em Bolonha, na Itália por causa da pandemia do novo coronavírus. Depois de fechar a fábrica de 13 a 18 de março, a montadora estendeu a paralisação para o próximo dia 25 de março.
Coronavírus: veja perguntas e respostas
Veja os efeitos do vírus na indústria automotiva
“Tenho orgulho de como as pessoas da Ducati estão enfrentando esse momento difícil de emergência em saúde, respeitando as diretrizes e seguindo as instruções recebidas”, disse o presidente da Ducati, Claudio Domenicali, em comunicado.
Desde o dia 24 de fevereiro, quando a Itália entrou em estado de emergência, a marca de motos de luxo iniciou processos internos para evitar o contágio, como medir a temperatura dos funcionários e restringir viagens.
De acordo com a montadora, a paralisação tem o objetivo de promover mudanças na estrutura de trabalho para conter a Covid-19.
Situação no Brasil
Ao G1, a Ducati disse que a operação brasileira está abastecida e segue com os planos de lançamentos e produção para 2020.
“No estoque local de peças, localizado próximo a São Paulo, temos mais de 38 mil itens e estamos preparados para abastecer o mercado em 92% das peças solicitadas. Nossas projeções só serão revistas caso o impacto do coronavírus atinja o poder aquisitivo dos consumidores”, disse Diego Borghi, presidente da Ducati do Brasil.

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *