Chevrolet diz que não vai participar do próximo Salão do Automóvel, mesmo com o adiamento para 2021


Montadora era uma das 14 marcas que já haviam negado a presença na edição que ocorreria em 2020. Organização quer fazer o evento no próximo ano, ainda sem local e data definidos. Chevrolet Cruze apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo 2018
Fábio Tito/G1
A Chevrolet afirmou que não participará da próxima edição do Salão do Automóvel, mesmo após o adiamento para 2021. A montadora, que é a líder de vendas no país, era uma das 14 marcas que já haviam negado a presença na edição que ocorreria em 2020.
Carros 2020: veja 60 lançamentos esperados
Motos 2020: veja 35 lançamentos esperados
Em comunicado, a marca disse que “reitera a sua posição de não participar de eventos com formatos analógicos como o Salão do Automóvel de São Paulo”.
Na semana passada, a associação das montadoras de veículos, a Anfavea, e a organizadora do salão, a Reed, anunciaram o adiamento do evento para 2021. Entre os objetivos da mudança, está a redução de custos e a avaliação de novos formatos, disseram.
O gasto das fabricantes para participar do Salão do Automóvel vai de R$ 250 milhões a R$ 300 milhões, disse a Anfavea.
Veja o comunicado completo da Chevrolet
“A marca aposta cada vez mais no marketing digital e em uma jornada do consumidor totalmente customizável, concentrando seus investimentos em formatos inovadores de comunicação. Com isso, a Chevrolet reitera sua decisão de não participar de eventos com formatos analógicos como o Salão do Automóvel de São Paulo e informa que a participação no mesmo evento em 2021 também está descartada.”
Porsches coloridos no estande do Salão do Automóvel de São Paulo 2018
André Paixão/G1
Declínio dos salões
O movimento de saída de marcas do evento não é novo — só que até então não incluía as gigantes do mercado brasileiro.
O Salão Duas Rodas 2019, de motos, também organizado pela Reed e que se revezava anualmente com o do Automóvel, sofreu com a ausência de grandes montadoras.
BMW, Dafra, Ducati e Harley-Davidson ficaram de fora de edição passada, mas participaram do Festival Duas Rodas, um evento paralelo com foco em experimentação das motos.
Salão Duas Rodas 2019 no São Paulo Expo
Rafael Miotto/G1
O esvaziamento gradual dos salões nem é exclusivo de São Paulo – Frankfurt, Detroit e Paris, que estão entre os principais do calendário mundial, têm sofrido com a debandada de marcas.
Neste ano, o surto do novo coronavírus também derrubou o Salão de Genebra, na Suíça, que aconteceria neste mês e foi cancelado às vésperas, pelo risco existente em aglomerações. O mesmo aconteceu com o Salão de Pequim.
Relembre a última edição do Salão do Automóvel, em 2018
G1 passeia pelo Salão do Automóvel de São Paulo 2018 e mostra destaques
Reveja como foi o Salão Duas Rodas 2019
Reveja o programa do G1 sobre o Salão Duas Rodas 2019

Distribuição / Melhor Hoje / Fonte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *